A liberdade de ser simples

freeUm dos benefícios mais gratificantes ao trilharmos o caminho da simplicidade é a liberdade. A vida simples nos desobriga das amarras e de alguns dogmas sociais. Deixamos de nos preocupar com a moda, com o status social, com o que os outros pensam e com as aspirações ditatoriais do mundo corporativo. Essa liberdade permite-nos ser o que de fato somos.

O primeiro grilhão a cair é o da moda. O caminho da vida simples nos mostra que o gasto com roupas de grife ou da coleção mais recente não irá trazer nenhum benefício e não vale o preço dessa exclusividade. O padrão de beleza não é mais o externo e estético, mas sim o interno e íntegro. Isso não significa que não nos vestiremos mais e nem cuidaremos do asseio, pelo contrário, tais coisas poderão ter novos significados, pois usaremos da criatividade para nos vestir e nos cuidar. As nossas vestes e o nosso corpo tornam-se reflexo daquilo que vivemos interiormente.

A preocupação com nossos títulos acadêmicos diminui drasticamente, pois o que importa é o aprendizado experimentado. A renda passa a ser relativa e não indicação de alguém bem sucedido. Da mesma forma as ocupações, ou seja, o médico é um médico, o advogado é um advogado, o engenheiro é um engenheiro, o pedreiro é um pedreiro, nada mais do que isso. As pessoas, para nós, deixam de ser aquilo que elas fazem ou que lhe proporcionam status e passam a ser vistas pelo seu caráter, por sua integridade e por sua vida.

O pensamento dos outros deixa de ser um referencial para ser apenas uma forma de pensar. Não nos atormentamos mais com as convenções sociais, com o carro do vizinho, a sua casa, suas roupas ou qualquer outra coisa inanimada. O outro deixa de ser um concorrente e passa a ser um igual, com as mesmas dificuldades e alegrias na vida.

Com relação às aspirações do mundo corporativo, aprendemos a concordar com Henry David Thoreau, quando diz que “a vida que os homens tanto prezam e consideram como bem sucedida é apenas uma entre outras. Por que lhe exageraríamos o valor em detrimento das outras?”. A noção de sucesso profissional, a quantidade de tempo dedicado ao trabalho e as promoções fazem parte de um jogo viciante. Alguns se afunda na lama desse jogo, já outros, aqueles que vivem de maneira simples, fazem o que tem que fazer sem se sujar desnecessariamente.

A liberdade adquirida pela escolha deliberada de viver simples nos livra das cadeias psico-emocionais difundidas pela sociedade do consumo. (Re) Adquirimos o direito de ser quem somos e, em muitos casos, descobrimos quem de fato somos. A nossa identidade deixa de estar associada ao que fazemos ou temos. Percebemos que somos e isso nos liberta para uma vida nova, sem as grades da coisificação de nossos tempos, com escolhas que se mostram belas, simples e frugais. E, ao constatarmos que isso é apenas o começo, o ânimo revigora, restando-nos apenas dar o próximo passo.

É isso, um abraço e fiquem na paz!

*Imagem: “cortesia de Vlado  / FreeDigitalPhotos.net”

Anúncios

3 opiniões sobre “A liberdade de ser simples

  1. Pingback: A liberdade de ser simples | Cosmopolitan Girl

O que você achou do artigo? Deixe sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s